Maclura tinctoria (L.) D.Don ex Steud. 

amarelinho, amora branca, amoreira de espinho, itajuba, taiuveira

 Moraceae

 não 4

 Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga, Pantanal, Pampa, Amazônia 4

 Silvicultura

Árvore pode atingir até 37 m de altura e 100 cm de DAP na idade adulta. A taiúva apresenta raízes tabulares bem desenvolvidas. Os troncos, quando feridos exsudam látex. O fruto é comestível, polposo, e contém muitas sementes. A madeira de taiúva é indicada para a fabricação de móveis, revestimentos decorativos, em construção naval, como piso de convés e degraus de escadas; a lenha apresenta boa qualidade, com boa combustão, mas não é de fácil transformação em achas. Da madeira, extraí-se corantes e pigmentos. Maclura tinctoria é considerada indicadora de solos de fertilidade química boa. A madeira apresenta alta resistência ao ataque de organismos xilófagos. Ocorre, naturalmente, em solos aluviais ou em solos úmidos, em início de encosta, bem drenados e com textura que varia de franca a argilosa.

 produtos madeireiros (carrocerias, cruzetas, dormentes, esteios, mourões, peças torneadas, poste, caibros, janelas e venezianas, pisos industriais, portões e portas, ripas, tacos, vigas, construção naval, carpintaria e marcenaria), produtos não madeireiros (corantes) 1

Características geraisabrir
Cuidadosabrir
Ecologia & reproduçãoabrir
Produção de mudasabrir
Dados madeireirosabrir
Bibliografiaabrir